Notícia

Pedagogia debate o desenvolvimento linguístico das crianças

Publicado dia 08/06/2017 às 06:35

O desenvolvimento linguístico da criança, seus mitos e verdades, foi o eixo central de uma palestra promovida pelo curso de Pedagogia da FADEP (Faculdade de Pato Branco), na última segunda-feira (05). A palestra foi ministrada pelo mestre em Linguística pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Mauricio Resende.

Com o tema “Aquisição da Linguagem: Mitos e Verdades sobre o desenvolvimento linguístico da criança, Resende falou sobre as teorias da alfabetização e fomentou os debates na área pedagógica. “O desenvolvimento da linguagem e as teorias são duas questões importantes para linguistas e pedagogos”, afirmou.

O palestrante citou alguns exemplos de mitos, entre eles o de que a criança aprende a falar imitando. “Elas não aprendem imitando, porém existem algum tipo de dotação genética que permite a criança filtrar dados linguísticos e acabam auxiliando para que ela desenvolva um sistema de fala de forma espontânea”, explicou.

Segundo ele, o desenvolvimento linguístico das crianças é algo universal e sequencial. “Isso quer dizer que a criança começa o desenvolvimento linguístico ainda na barrida da mãe. Todas as etapas de aquisição dessa linguagem é a mesma, independente da língua”.

Outro mito apontado por ele é que o ambiente pode ter influência sobre o processo de desenvolvimento da linguagem. “Há estudos que mostram que os pais, em determinadas culturas, não falam com as crianças até os quatro anos e mesmo assim elas (crianças) desenvolvem esse processo linguístico”, conta.

Graduado em Letras pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Resende destacou a importância do momento. “A graduação é o momento mais amplo da nossa formação. Se os alunos tiverem contato com esse tipo de conhecimento e com a possibilidade de interface, eles podem contribuir com o crescimento desse dialogo entre os linguistas e os pedagogos”.

Para o acadêmico Felipe Guerios, a palestra contibuiu para uma visão mais abrangente sobre a linguística. "Nos oportunizou a reflexão. Sabemos que com o passar dos anos a linguística teve um desenvolvimento muito grande e como pedagogos cabe a nós o entendimento sobre, buscando uma interação com o tema e a realidade da escola ou da educação". 

Coordenadora do curso de Pedagogia da FADEP, a professora Tânia Raber Bertelli lembra que a linguagem está diretamente ligada com o processo de aprendizagem, sendo fator determinante, por exemplo, no desenvolvimento da leitura. "É papel do pedagogo promover esse desenvolvimento por meio de atividades que estimulem as habilidades e a expressão da criança, permitindo que a comunicação seja um aliado no amadurecimento das relações". 


Assessoria de Comunicação

Matéria: Rodrigo Bortot (DRT - PR/9040)

Foto: Rodrigo Bortot