Notícia

Amor pelo empreendedorismo: Fadep capacita acadêmicos para levar a educação empreendedora às crianças da região

Publicado dia 07/06/2017 às 04:27

Com criatividade, confiança, coragem e otimismo, elas criam, sem restrições, a partir das ideias mais convencionais até as mais inovadoras. Incentivar o empreendedorismo na infância não é algo simples, mas está longe de ser considerado complicado. Para isso, basta permitir que as crianças ampliem seus instintos criativos para, logo depois, deixar fluir o espírito empreendedor. 

“Trabalhar com crianças não é ensinar o empreendedorismo, mas sim identificar os seus poderes. É prepará-las para a vida adulta, desenvolver suas características e aprimorar conceitos para a escolha profissional”, afirma o professor José Dornelas, do Instituo Fazendo Acontecer (IFA), de São Paulo.

Dornelas, unanimidade nacional em empreendedorismo e responsável pelo IFA, esteve na FADEP (Faculdade de Pato Branco) nos dias 02 e 03 de junho, capacitando acadêmicos para trabalharem a educação empreendedora com crianças e adolescentes em um projeto chamado “Embaixadores do Empreendedorismo”.

O projeto, idealizado pelo Sebrae/PR em parceria com o IFA, selecionou instituições de ensino superior no Paraná para levar a educação empreendedora às escolas e colégios. No Estado, apenas duas faculdades foram escolhidas para essa nobre missão. Uma delas, a FADEP, única em todo o sudoeste do Paraná.

“Essa escolha é um marco na consolidação da educação empreendedora na FADEP. Uma oportunidade fantástica de atingirmos novas gerações, de levarmos a inovação a quem está iniciando a vida e contribuirmos para o desenvolvimento do espírito empreendedor em crianças e adolescentes”, afirma a diretora acadêmica, professora Ornella Bertuol.

Coordenadora estadual do Sebrae em projetos ligados a educação empreendedora, Rosangela Agnoese destaca que a escolha da FADEP se deu, também, pelo seu compromisso com o ensino empreendedor. “A FADEP é uma parceria muito importante para disseminarmos o empreendedorismo. Com este projeto, capacitamos acadêmicos e levamos a educação empreendedora para além de nossas fronteiras, especialmente para as crianças”.

Capacitação e o fomento ao ensino empreendedor

Capacitados através de metodologias inovadoras, os universitários replicaram os conhecimentos com os alunos dos Colégios Integral e Sesi, convidados para as atividades. “O aprendizado nos permitirá promover o incentivo entre as nossas crianças para que possa surgir o comportamento empreendedor”, destacou a acadêmica de Psicologia, Luciane Brandelero. Como futuros professores, é nosso dever fomentar a educação empreendedora e o desenvolvimento de suas habilidades”, enfatizou o acadêmico de Pedagogia, Felipe Guerios. 

Divididos em grupos, os estudantes do ensino fundamental tiveram como desafio a construção de uma casa a partir de materiais reutilizáveis. “Foi muito divertido”, contou o aluno Felipe Rafain Vilhalva. “Muito legal, porque aprendemos e nos divertimos”, completou a aluna Cecília Chioquetta, ambos do Integral. Felipe, de 12 anos, chamou a atenção durante as atividades. O seu grupo criou uma casa um tanto quanto inovadora. “Construímos a partir de uma garrafa pet, em formato de cone. A ideia saiu dos hotéis e casas que tem no Japão e que são compactas, mas oferecem tudo que a pessoa precisa”, explicou.

Para a professora de empreendedorismo do pequeno Felipe, Jaqueline Matzenbacher, a atividade proposta pela FADEP em parceria com as demais instituições foi de extrema importância para o fomento da criatividade. “Além de exercitar a imaginação, proporcionou aos nossos estudantes a possibilidade de identificarem características empreendedoras. É um momento muito rico para todos”, avaliou.

As características as quais a professora destaca foram identificadas pelos acadêmicos ao longo das atividades. No final, cada criança recebeu um bottom. Uns evidenciaram o lado mais cauteloso, outros um lado mais visionário. “Esse reconhecimento permitirá que os professores possam aprimorar ainda mais cada uma dessas virtudes”, contou o professor Ronaldo Bieber, da Empresa Junior da FADEP, a FAEJ.

Capacitação em escolas e colégios

Segundo o professor Bieber, a partir do segundo semestre deste ano a Faculdade promoverá atividades em escolas e colégios de toda a região. “Após a capacitação dos nossos alunos e com base nos conhecimentos metodológicos, vamos estabelecer um cronograma com os colégios e escolas para que possamos levar a educação empreendedora até as crianças e jovens”.

FADEP e Sebrae/PR: uma parceria de sucesso

Desde 2013 quando deu início a educação empreendedora por meio de uma parceria com o Sebrae/PR, a Faculdade vem norteando o empreendedorismo como fonte inspiradora para o ensino superior. Essa dedicação tem reflexos diretos. Ao longo desses anos, foram mais de 1 mil acadêmicos inspirados por meio da educação empreendedora, 100 projetos de negócios, sete projetos pré-incubados no Parque Tecnológico e mais de 100 docentes envolvidos com o ensino empreendedor. “Após esses três anos, vimos o empreendedorismo e a inovação se tornarem parte do DNA da Faculdade e nortear os caminhos pelos quais os nossos acadêmicos poderão trilhar, tornando-se cidadãos diferenciados perante a sociedade”,  enfatiza a professora Ornella.

Além disso, a Faculdade vem colecionando prêmios. Em 2016, conquistou o 1o lugar no Prêmio Inovação e Boas Práticas das Instituições de Ensino. Este ano, a Faculdade ficou em 2o lugar no Prêmio EletroMetalCon, durante a Festa da Indústria. O prêmio, nacional, reconhece projetos inovadores de instituições que incentivam o empreendedorismo.


Assessoria de Comunicação

Matéria: Rodrigo Bortot (DRT - PR/9040)

Foto: Rodrigo Bortot